Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E se um dia eu mordesse a lingua e...

Casasse! Sim, leram bem. Eu nunca fui dessas coisas, mas á uns dias fui desafiada a pensar nisso.

Então é assim, esta vossa amiga nunca pensou em casar, não me levem a mal, não tenho nada contra quem casa, mas nunca senti essa necessidade. Não preciso de um papel, nem de uma bela festarola para ser feliz com quem amo. Mas já que me atiraram com essa pergunta, aqui fica a resposta.

Se eu um dia casasse, tinha de ter tudo muito bem planeado. Todos os passos, os convidados, os custos, vestidos e decoração. Tudo a que teria direito. Podia não ser uma festa "á rico", uma coisa simples servia muito bem, mas teria de ser á minha maneira. Um vestido branco, ou bege, e sapatos de acordo com a ocasião (mas, no carro, levaria uns ténis para depois da cerimónia :P ). Não seriam permitidas rosas vermelhas (porque não gosto), em vez disso teriam de ser brancas (já que não consigo encontrar pretas :P ). Os discursos á hora de almoço estavam dispensados, já que, nestas coisas, com cerimónia e fotos fico sempre com uma fome de leão, e preferia comer a discursar.

Acho que não pediria muito, mas como esse dia não vem nem perto, porque o meu companheiro é da mesma opinião, acho que não terei de me preocupar.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.