Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E agora?

O meu "esponjo" propôs-me mudar-mos de casa. Ora, isto para uma pessoa que não gosta nada de mudanças, de carregar caixas e mais caixas, camas, armários, panelas e tachos, gatos, cão... Imaginam o que singnifica.

Além disso, eu ADORO a minha casa. Não é nenhuma mansão, mas é tão bonita e acolhedora e ficava lá para sempre. Além disso, tem certos pormenores que adoro e que me fizeram ficar com ela.

Então qual o problema? O problema é a vizinha, que põe defeito em tudo. Partilhamos o pátio traseiro, a churrasqueira e o quintal, mas enquanto ela pode fazer tudo e ter tudo, eu não posso. Nem dentro da minha própria casa posso ter e fazer o que me apetece, sem que sua senhoria ponha defeitos e fale do que não sabe. Além disso, pagamos mais de renda por causa de um erro que ela cometeu!

Mas como não lhe ligo nenhuma, isso passa-me ao lado. Mas ao meu namorado a história é outra. Ele diz estar farto de tamanha "abusadora" e diz que mudar seria melhor, além de que a casa que temos em vista tem uma renda mais baixa. Mas, pareço uma criança birrenta, eu adoro a minha casa!

Mais uma coisa que tem de ser muito bem pensada.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Lêh 06.10.2016 16:02

    Vou hoje ver a casa nova. Os prós e contras já estão assinalados, vamos ver como corre. A "futura" senhoria é fantástica, os vizinhos, pelo que sei, são adoráveis e gostam muito de miúdos (o que é bom porque tenho um) mas são do tipo "tu na tua casa, eu na minha. Não me meto sem autorização", talvez por serem já senhores com alguma idade... Vamos ver
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.