Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha Heroína da vida real

Todos temos alguém que nos inspira, que se torna no nosso herói, no exemplo a seguir. Eu não sou exceção!

A minha heroína é uma pessoa divertida, aliás, extrovertida, sorridente, leal a quem merece. Mas também uma lutadora, uma sobrevivente de uma das coisas que não desejo a ninguém: cancro.

Pode parecer suspeito por essa pessoa ser minha tia, uma pessoa bastante chegada e por quem nutro um carinho especial desde sempre (ou não passasse tempos infinitos em casa dela e estivesse sempre pronta a aguentar as horas de viagem). Mas não é só pela doença que ela se tornou um exemplo.

Toda a sua história de vida fez dela uma guerreira mas daquelas com G grande, enorme, a tocar no céu. Uma vez, num tom de brincadeira, ela disse: "a minha vida dava um livro!", e tem razão. Já me senti tentada a propôr-lhe isso mesmo, já que eu escrevo livros, mas acho que seria algo demasiado pessoal. Mas aposto que iriam adorar! É algo a pensar...

Não encontro palavras para descrevê-la porque nenhuma seria suficiente. Teriam de a conhecer pessoalmente para perceberem do que falo. Para verem como é forte, como vê coisas que todos tentamos esconder. Adoro a sua personalidade e a alma pura e genuína que o seu corpo alberga. É uma daquelas pessoas que, quando eu já não a puder ver, mesmo assim, nunca irá sair do meu coração. É imortal.

Se preciares, chorarei contigo (mesmo com o meu jeitinho para sentimentos hehehe), se eu precisar sei que posso contar contigo. Será para sempre, e nada o mudará.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Lêh 26.09.2016 09:30

  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.