Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1º Dia de um dos vicios

Ora, nunca quis esconder as minhas raízes, apenas gosto de me dirigir á minha terra como a "Santa" (terrinha), porque isto é realmente algo de muito pacato... Enfim, tudo isto para vos dizer que não estou aqui para enganar ninguém (como já foi "sugerido").

Então, aqui na "Santa" começou hoje, oficialmente, mais uma concentração (não, não é de galinhas, embora haja momentos em que parece). Dura pouquinho tempo, uns miseros 4 dias.

4 dias de barulho. 4 dias sem poder pôr o pé em lado algum. 4 dias de gritaria. 4 dias de música até de madrugada. 4 dias de cansaço. Mas aqui esta vossa amiga adora isto. Esta confusão, este corre, corre em que, por mais que tentes despachar-te, não consegues. Confesso que se durasse mais tempo, acabariamos todos loucos (mais ainda), mas mesmo assim, quando acaba fica-se com aquele gostinho de "soube a pouco." A parte menos boa é chegar um pouco tarde ao emprego, porque isto de andar de carro numa rua cheia de motas, deixar o miúdo na creche e ir para o estaminé, não é fácil. Já experimentaram andar de carro em plena concentração motard? Não? Então nem experimentem, é o caos.

Mas adoro! Bem, sempre ouvi dizer que os loucos se entendem... Deve ser essa a razão para adorar este mundo. Olhem, chamem-me maria-rapaz.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.