Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas Paralelas #6

Bom dia a todos os bloggers!

Hoje, nesta nossa rubrica, trago-vos uma "menina" super simpática e muito querida, que tive o prazer de conhecer neste mundo a que chamamos blogosfera. Deixo-vos a entrevista á Magda.

 

Antes de mais quero agradecer imenso pelo convite para participar nesta rubrica das "Conversas Paralelas"!
 
Sou a Magda, tenho 17 anos.
Nasci em Portugal e vivo em Lisboa.
Sou apaixonada por aquilo que me faz perder a respiração (porque só aquilo que te faz perder a respiração é que vale a pena respirar).
 
Lêh: Porque decidiste criar o blog?
 
Magda: 
Desde pequena que sou apaixonada por este mundo do Blog, sempre desejei partilhar as minhas ideias, experiências e compartilhar muitas outras coisas...Então quando recebi o meu primeiro computador e essa paixão cresceu decidi criar o meu primeiro blog, na altura tinha uns  9/10 anos por aí (muito novinha, eu sei), lembro-me que ninguém soube na altura simplesmente criei, mas era tão nova e tão imatura... não sabia o que fazer com um blog, sabia que queria ter um mas não o que escrever etc, etc... muito menos tinha responsabilidade para o ter, então pensei "Vou deixar isto para daqui uns aninhos"e assim foi... aos meus 13/14 anos voltei a criar mas desta vez já tinha mais consciência do conteúdo que queria publicar mas mesmo assim o blog que tinha não me agradava, nunca ficava satisfeita com o fundo, ou até com o nome do blog (do que me lembro eram os nomes mais foleiros de sempre, que vergonha) então pensei "Talvez isto não seja para mim." Então voltei a abandonar esse blog...
Mais tarde com uns 15 voltei a querer ter um e a pensar seriamente nisso, mas não cheguei a criar um, foquei me em ideias, nomes e coisas que podia compartilhar e apontei tudo porque quem sabe mais tarde criava e seria desta!
Então essa ideia cresceu mais quando estava a caminhar para os 17 anos e quando completei os 17 anos criei, e foi desta! FINALMENTE!
Deu tudo certo (apesar de antes deste blog ainda ter criado outro, mas não ficando satisfeita com o resultado terminei com ele, sim porque se é para ter algo que seja algo bom e que nos faça sentir orgulho naquilo)...Mas acabou por dar tudo certo, criei o blog e aos poucos fui fazendo umas alterações até ficar como queria (apesar de ter consciência que muita coisa ainda tem que ser feita e mudada) e posso dizer que agora passado uns 7/8 anos estou satisfeita com o resultado e que valeu a pena esperar até porque agora tenho mais responsabilidade , meios e outras coisas para a qual na altura não tinha cabeça.
 
Lêh: O teu nome é Magda, no entanto dizes que podem chamar-te Még. Qual a razão?
 
Magda: Considero o meu nome simples, nada de complexo...Mas por alguma razão sempre que me apresento a alguém a pessoa tem tendência em chamar-me tudo... menos pelo meu nome, desde "Marta" a tudo o que começa por um M.
Desde pequena sempre tive muitas alcunhas, desde "Magra", "Magno" (Sim, o gelado), "Maga", "Megui" ...e por aí a fora, mas "Még" foi uma das alcunhas pela qual mais me chamavam então acabei-me por "habituar", mas não me importo de todo que me chamem qualquer outra das alcunhas porque desde pequena oiço todas, desde amigos, familiares, amigos de família etc.
 
Lêh: Li que doaste cabelo. O que te fez tomar essa decisão?
 
Magda: Sempre gostei de ajudar o próximo com simples actos mas que fazem toda a diferença, como tal criei um tema no meu blog onde falo de doações e maneiras que podemos fazer para ajudar o próximo e onde a intenção é mostrar que podemos ajudar alguém com simples actos. 
O meu cabelo sempre cresceu muito rápido, posso corta-lo pelos ombros que sei que dentro de poucos meses já está comprido novamente.
Como tal cortar 25 cm não era um problema, até porque o meu cabelo estava a precisar.
Então antes de querer corta-lo já sabia que queria doar, além de ser uma boa acção sabia que estaria a colocar um sorriso a alguém.
 
Lêh: Dá para perceber que gostas de moda e beleza mas... Consideraste vaidosa?
 
Magda: Não considero "ser vaidosa" como algo negativo, a não ser que chegue a grandes extremos ao ponto de fazer plásticas, desencadear doenças como bulimia e anorexia ou até ao ponto de nos tornamos orgulhosos. 
Posso me considerar uma "vaidosa saudável", que se aceita como é e utiliza isso para se cuidar... Até porque acho que TODOS devíamos ser vaidosos com isto digo: Deviam começar a valorizar mais a pessoa que são, a cuidar não só do vosso exterior como O INTERIOR (que acaba por ser mais importante). 
Trata-se de amor próprio de nos cuidarmos, até porque ninguém vai cuidar de nós próprios, além de nós.
Ser vaidosa não é achares que és melhor que alguém ou superior é teres orgulho na pessoa que és e saberes tratar-te bem e saberes ver aquilo que mereces.
Obviamente que isto acaba por ser um assunto delicado, todos temos inseguranças ou baixa auto estima...Mas amar quem somos não é nenhum crime.
Ser vaidosa é saberes utilizar o amor próprio.
 
Lêh: O que te fascina nos filmes de terror?
 
Magda: Para quem segue o meu Blog, sabe que gosto de filmes de terror e que são uns dos meus favoritos, apesar de achar que os filmes de terror já não são o que eram, pois muitos deles acabam mais por fazer-me rir do que por me com medo e até porque as histórias já não são as melhores.
Mas apesar de tudo há filmes bons e bastante interessantes pois acabam sempre por ter um mistério atrás de cada história, uma pessoa misteriosa e fenómenos inexplicáveis.
 
Lêh: Qual o teu maior sonho?
 
Magda: Ser feliz.
Tenho tantos sonhos desde viajar o mundo e conhecer novos lugares, culturas, pessoas e comidas. Aprender coisas que jamais me passaria pela cabeça ser capaz de aprender. Fazer coisas que me dão borboletas no estômago (por exemplo: Skydive), ter oportunidades...Inspirar-me com coisas simples. 
Dar alegria a alguém. Fazer o meu melhor e dar tudo de mim. Deixar este mundo um pouco melhor...
Realizar todos os meus sonhos.
 
Lêh: Qual o teu destino de sonho?
 
Magda: Um dos meus maiores sonhos é viajar pelo mundo, sinto-me inteiramente feliz quando vou para outra cidade ou até para outro sítio em que simplesmente tenha que fazer uma viagem de carro ou até de transporte. Infelizmente ainda não tive a oportunidade de viajar para fora de Portugal (apenas Espanha, mas era muito nova e já nem me lembro de nada).
Visto que um dos meus sonhos é viajar pelo mundo tenho muitos sítios pelos quais gostava de ir um deles sem duvida é Nova Iorque quero imenso conhecer esse país. 
Mas também gostava de conhecer outros lugares tais como: Califórnia, Havaí, Japão, França, Brasil, India, entre muitos outros...
 
Lêh: Qual o teu maior receio?
 
Magda: Perder quem eu mais amo e que os meus familiares e amigos não estejam felizes.
 
Lêh: O que dirias a alguém que entrou agora na blogosfera?
 
Magda: O que diria era que antes de mais há que querer realmente ter um blog, que essa pessoa expresse as suas opiniões, conhecimentos e experiências da melhor maneira. 
Que consiga ajudar pessoas com o seu blog. Que tenha responsabilidade e organização mas que além de tudo SE DIVIRTA!
Que consiga mostrar a sua personalidade através do seu blog e que consiga criar exactamente o que deseja e que alcance o que pretende. 
 
 
Obrigada magda pela entrevista. Foi um prazer entrevistar-te e ficar a conhecer-te um pouco melhor.
 

19850468_7I8ER.png